03/12

Hermes-Brothers-Transformação
Por que tantas pessoas estão se transformando ultimamente? (principalmente depois de 2012)

Você conhece alguma pessoa que mudou radicalmente de carreira recentemente? Que deixou tudo para viajar? Que passou a ver a vida de forma diferente? Tenho certeza que sim. Provavelmente você é uma dessas pessoas. Eu sou.

 

Quatro anos atrás tive uma grande crise existencial. Estava trabalhando em Dubai.

 

Muitos anos de minha vida foram dedicados para crescer profissionalmente e ganhar dinheiro. Só do outro lado do mundo percebi que eu não me conhecia de verdade. Que moldei uma vida totalmente para fora de mim. Quando percebi, ficou insuportável continuar do mesmo jeito.

 

Voltei para o Brasil. E foi aqui que fiz uma viagem mais distante e profunda ainda. Para dentro de mim.

 

Quem sou eu? O que eu quero de verdade? O que devo fazer aqui? Estou usando meu coração e mente juntos?

 

Caramba, doeu. Minha vida mudou totalmente. Saí do emprego, terminei o namoro, procurei muito mais auto conhecimento, comecei a recordar da criança muito feliz que fui, revisei minha relação comigo, com minha família e com o mundo.

 

Hoje, compreendo que estamos experimentando um período muito especial. Conversei com muitas pessoas que estão passando por grandes transformações, parecidas com as que passei, e aqui listei sete pontos em comum:

 

1. Rotina profissional: sensação de que não faz mais sentido trabalhar oito horas por dia (ou mais) em um emprego estável. Será que os “dias úteis” são mesmo úteis se vividos assim? Existem outros meios como jornadas flexíveis, meio período, mundo virtual ou novas possibilidades? Temos transformado o trabalho de algo exclusivamente material para algo que permita o desenvolvimento do que somos e sentimos.

 

2. Olhar para dentro: profunda reflexão sobre qual é o próprio conceito de vida independentemente das imposições da sociedade. Estou respeitando os meus valores interiores? Eu sei quais são? Como posso viver mais alinhado com eles? Temos transformado o olhar para dentro meditando e estudando a si mesmo, todos os dias.

 

3. Tempo e espaço: percepção de que tudo está ainda mais ágil e intenso. A Copa foi no ano passado, não parece que foi há 3 anos atrás? Quanto a espaço, um acontecimento do outro lado do mundo repercute aqui em poucos minutos e sentimos como se fosse na rua de cima de onde moramos. Temos transformado o tempo procurando estar verdadeiramente presente em cada pequeno momento vivido.

 

4. Relação com os pais: revisão de tudo o que absorvemos de nossos pais. O que foi construtivo? O que não foi um exemplo positivo e devo separar de minha conduta? Temos transformado a relação com nossos pais evoluindo o que foram e ao mesmo tempo, cultivando cada vez mais amor e gratidão por eles.

 

5. Humanismo e coletividade: acontecimento de grandes conflitos e reestruturação social, política e cultural. Tanta agitação não está trazendo um senso e necessidade cada vez maior de tolerância, respeito, paz e amor? Não estamos percebendo que é inviável continuar do jeito em que estamos? Temos transformado o humanismo sendo mais tolerantes e enxergando aos outros como extensões de si mesmo.

 

6. Sofrimento: contato com medos, angústia e dor intensificados. Fomos acostumados a entender que sofrer é fraqueza, mas não. Pode ser uma oportunidade maravilhosa de revisão interna, mudança e crescimento. Temos transformado o sofrimento em oportunidade de aprendizado.

 

7. Comoção: lapsos extremamente intensos de felicidade e alegria. Como um raio que atinge uma árvore, é um eflúvio de amor que atinge o coração. Temos transformado a comoção em novas energias para seguir se transformando e ser mais feliz.

 

Afinal…

 

Por que tantas pessoas estão se transformando ultimamente, principalmente depois de 2012? É simples. Estamos ampliando a nossa consciência. Estamos agora, de fato e não mais em teoria, assimilando que a vida pode ser e é muito maior do que aparenta ser. Não precisamos continuar com os velhos modelos, podemos sim, construir novos.

 

E o mais importante de tudo isso: essa reconstrução começa por dentro de cada um. E só assim reconstruiremos o todo.

 

Chegou a hora. Você que está nesse caminho de transformação é muito valente e nunca estará sozinho. Uma ótima transformação para nós!

 

Ed Brother

 

www.hermesbrothers.com.br
www.facebook.com/hermesbrothers
www.youtube.com/hermesbrothers

  • Edgar Chaves

    e que venha cada vez mais transformação e luz para quem busca a luz!